Saiba como fazer uma análise de resultados mais precisa no varejo

A análise de resultados é a capacidade de mensurar e interpretar indicadores e métricas relativas aos retornos obtidos. Ela é muito utilizada nos processos financeiros, mas, de uma maneira ou de outra, acontece em todos os âmbitos do negócio.

Todas as empresas fazem análise de seus resultados. Nem todas, no entanto, realizam isso de maneira consciente e estratégica. É o que diferencia as organizações orientadas a dados daquelas que ainda não descobriram a importância dessa nova visão.

Neste artigo, vamos entender a importância disso para o varejo. Continue lendo para entender como é possível potencializar a precisão e a eficiência das análises de resultados no seu empreendimento!

Importância da análise de resultados no varejo

Aquela máxima que diz que “aquilo que não se pode mensurar não é possível gerenciar” continua firme e forte. Especialmente na atualidade, quando a tecnologia e os métodos empresariais deixaram de estar nas mãos de poucos e são democraticamente compartilhados.

Fazer análise de resultados no varejo é ter total domínio sobre o que está acontecendo em todas as esferas do negócio, da operação à estratégia, das rotinas processuais aos retornos obtidos.

A boa notícia é que nunca foi tão fácil e rápido analisar retornos sobre investimentos e resultados obtidos com ações no varejo. A tecnologia, especialmente por meio da computação em nuvem, está mais disponível, barata e fácil de implementar. E isso tem feito com que o segmento esteja na dianteira das capacidades analíticas do mercado.

Empresas varejistas que estruturam estratégia de análise e compreensão de suas performances processuais e estratégicas conseguem diferenciação da concorrência, melhorias internas, redução de custos e ampliação de rentabilidade.

Principais tipos de análise de resultados existentes

Outro ponto importante para refletir é que, quando falamos em análise de resultados, não estamos nos referindo a um único tipo de prática. São várias as abordagens analíticas, e elas abrangem uma gama significativa de finalidades, como você verá nos exemplos a seguir!

Análise de sensibilidade

A análise de sensibilidade diz respeito à solidez do negócio na comparação com oscilações mercadológicas. Ela, geralmente, é realizada a partir de simulações para verificar os resultados obtidos e tem por objetivo assegurar que as tomadas de decisão serão acertadas.

Normalmente, os gestores do varejo analisam a sensibilidade de seus empreendimentos e projetos a partir do fluxo de caixa. Criam variações de alguns índices que são passíveis de alteração no dia a dia da operação. Por exemplo, verificam a receita de vendas e simulam um percentual de aumento ou de redução para entender quão sensível o negócio estará perante a macroeconomia do país ou da região na qual atua.

Análise de rentabilidade

A análise de rentabilidade, como o próprio termo sugere, é a observação sistemática que indica o poder de atratividade do empreendimento. Ela tem por objetivo mostrar ao gestor em quanto tempo ele conseguirá obter retornos sobre o capital investido.

No caso de novos negócios, esse tipo de abordagem analítica é utilizada como valor de base para calcular os investimentos. Já nas empresas que estão estabelecidas, o patrimônio líquido é a base do cálculo.

Em termos simples, a equação utilizada é:

Rentabilidade = lucro líquido/investimento total x 100.

O percentual obtido é o valor da rentabilidade.

Análise de lucratividade

Indicador da eficiência operacional, a lucratividade é obtida em percentual. Ela indica os ganhos reais das empresas a partir de todo o esforço realizado. Essa análise é fundamental, pois demonstra claramente se o que foi planejado está sendo realizado em sua totalidade, uma vez que o volume de renda não é necessariamente o resultado do lucro.

A fórmula básica para a obtenção do resultado de lucratividade é a seguinte:

Lucratividade =  lucro líquido/receita total  x 100.

O percentual resultante demonstra o quanto a empresa lucrou no período analisado.

Análise de ponto de equilíbrio

Já o ponto de equilíbrio é um tipo de análise de resultados cujo objetivo é mostrar ao gestor o mínimo que precisa ser realizado em vendas para que o empreendimento possa pagar seus gastos fixos e variáveis. Ou seja: é o que precisa ser feito para que, mesmo sem obter lucro, o negócio não tenha prejuízo.

A equação básica para análise do ponto de equilíbrio é a seguinte:

Ponto de equilíbrio = custo fixo/receita – custo variável x 100.

Dicas para fazer análise de resultados no varejo

Confira agora uma série de dicas que vão facilitar a criação de uma cultura de análise de resultados no seu negócio varejista.

Defina indicadores de performance

O primeiro passo é a definição de quais indicadores serão acompanhados e analisados pelos gestores. Os mais básicos — que podem ser utilizados por qualquer tipo de negócio — são:

Liquidez

Capacidade de cumprimento dos pagamentos.

Endividamento

O volume de obrigações que já foram ou que podem ser assumidas com fornecedores, parceiros de negócio, etc.

Rentabilidade

A relação do lucro operacional com as vendas realizadas.

Prazo de recebimento

Número de dias que a empresa leva para receber pagamentos de clientes.

Prazo de pagamentos

Número de dias que a empresa leva para pagar seus credores e fornecedores, etc.

Implemente soluções tecnológicas

Para acompanhar e analisar os indicadores de performance, é importante integrar o fluxo informacional do negócio. Em termos mais práticos, é fundamental contar com um sistema integrado de gestão (ERP), que facilite a criação de um workflow de trabalho e, ao mesmo tempo, consolide a obtenção de dados para análise.

É importante contar com um software de ERP desenhado para o varejo, uma vez que esse segmento tem particularidades que não são comuns na indústria, por exemplo. Um bom ERP é aquele que facilita geração, processamento e análise das informações.

Potencialize a cultura de análise de resultados

De nada adianta contar com alta tecnologia se os gestores de todas as áreas não entenderem o valor da análise sistemática de resultados. É fundamental criar uma cultura voltada para essa finalidade.

Em muitos casos, é preciso investir na capacitação das lideranças e também na cooperação com o time de TI. Com conhecimento e compreensão, é possível inserir a visão analítica no dia a dia da operação, tornando-a parte orgânica do negócio.

Como você viu, a precisão na análise de resultados é um grande diferencial dos empreendimentos varejistas na atualidade. A dinamicidade do mercado exige capacidade analítica e rapidez na tomada de decisões estratégicas. Com tecnologia e esforços de todos os envolvidos na gestão do negócio, isso é mais que possível.

Como está a análise de resultados na sua empresa? Gostou das dicas deste artigo? Assine agora a newsletter para não perder nenhum dos nossos conteúdos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.