Gargalo de produção: aprenda como identificar e resolvê-los

A gestão eficiente do processo produtivo exige um controle efetivo de todas as etapas. Qualquer gargalo de produção pode encarecer os custos e ocasionar enormes prejuízos para a empresa.

Do início da fabricação do produto até que ele chegue ao consumidor final, tudo tem de ser feito com muita precisão. Por isso, é fundamental identificar as falhas que afetam a linha de produção para poder solucioná-las de forma adequada.

Ainda que a princípio possa parecer uma tarefa complexa, com o tempo, percebe-se que a maioria dos gargalos é comum às diferentes corporações e é possível resolvê-los. Confira como neste post!

O que são gargalos de produção na indústria?

De forma geral, podemos dizer que “gargalo” é qualquer obstáculo ou falha que interfere na linha de produção fazendo com que as atividades produtivas travem ou não fluam conforme o planejado. Ou seja, eles podem prejudicar a qualidade dos produtos, atrasar as entregas e, consequentemente, comprometer os lucros da empresa, já que os clientes ficam insatisfeitos e vão atrás da concorrência.

Contudo, uma gestão eficaz permite identificá-los e propor soluções antecipadamente. Por essa razão, é fundamental conhecer com propriedade todo o processo produtivo que envolve entre outras coisas:

  • dominar a gestão de matéria-prima e de estoques;
  • acompanhar o desempenho da equipe e das máquinas e equipamentos;
  • utilizar indicadores que sirvam de alerta para eventuais problemas.

Quais são os principais gargalos?

Em um processo produtivo podem ocorrer inúmeros contratempos que podem emperrar, retardar e encarecer as diversas etapas. No entanto, neste post apresentamos os principais. Confira a seguir.

Falta de matéria-prima

Um gargalo muito comum de acontecer é a falta de matéria-prima durante a produção, forçando paradas não programadas e deixando o time e as máquinas ociosas. Isso geralmente ocorre porque os insumos foram comprados em quantidade menor, com propriedades diferentes do necessário ou fora do prazo de validade.

Portanto, todos os insumos exigidos no processo devem estar disponíveis em quantidade necessária, além de ter a qualidade adequada. Se a indústria não respeita esses critérios, demonstra ineficiência na gestão de estoque, as demais fases do processo são comprometidas e os primeiros gargalos de produção surgem.

Falha nos equipamentos

Os gargalos de produção também podem ser causados por falha nos equipamentos, seja por estarem obsoletos ou necessitando de manutenção. As frequentes paradas por quebra ou para ajustes paralisam o processo produtivo, causam desperdício de matéria-prima e perda de qualidade no produto final. Além de comprometer as entregas dentro dos prazos estipulados.

Sendo assim, realizar manutenções preventivas ou efetuar a troca de maquinário, caso necessário, é essencial para identificar e solucionar todos os problemas com rapidez e eficiência, garantindo a continuidade da produção.

Falta de acompanhamento

Quando o gestor não acompanha o processo e deixa a fabricação correr solta, o resultado é a frequência de problemas. Mesmo dispondo de bons colaboradores, acompanhar e se envolver na linha produtiva permite engajar a equipe, estabelecendo metas, prazos e indicadores de desempenho. Ademais, com um monitoramento adequado a tomada de decisões se torna mais rápida diante de qualquer imprevisto.

Altos custos de produção

Os custos envolvidos na produção não devem jamais extrapolar os limites do orçamento financeiro, pois caso isso aconteça as consequências são péssimas para a gestão. Eles costumam ocorrer nas seguintes ocasiões:

  • mudanças no preço de produtos e insumos;
  • mercadorias especiais que requerem processamento específico e mais demorado;
  • mão de obra ociosa;
  • maquinários que não funcionam adequadamente;
  • alta taxa de perdas e retrabalhos;
  • matéria-prima tarifada pelo dólar;
  • necessidade de insumos sazonais, como os do agronegócio.

Qualquer variante nessas situações pode causar descontrole no orçamento. Desse modo, é imprescindível ter um bom planejamento para superar esses contratempos e racionalizar as despesas.

Ausência de indicadores

Os indicadores de desempenho facilitam o monitoramento e entendimento dos processos, permitindo identificar gargalos de produção com mais agilidade. Sem indicadores não é possível verificar se as metas e objetivos estão atingindo os patamares planejados e se há algo de errado que requeira ações corretivas para solucionar a situação.

Como identificar os gargalos?

Para detectar gargalos de produção com maior precisão faça uma lista dos problemas que estão limitando a sua capacidade produtiva. O ideal é envolver as equipes de cada etapa para que elas ajudem a mapear os erros. Nessa fase, o diagrama de Ishikawa pode contribuir bastante, ajudando a descobrir as principais causas para os problemas existentes, por mais complexos que sejam. Essa ferramenta baseia-se em 6 Ms, e são eles:

  • método (processo de produção);
  • matéria-prima (insumos utilizados);
  • maquinário (tecnologias aplicadas);
  • mão de obra (colaboradores);
  • medição (indicadores utilizados);
  • meio ambiente (local de trabalho).

Como exemplo de gargalo podemos citar a perda de tempo na produção. Nesse caso, a causa pode ser o maquinário (falta de manutenção) ou a mão de obra (funcionários despreparados). Assim, é preciso discutir com o time sobre as inúmeras possibilidades.

Utilize softwares específicos

Em se tratando de processos industriais é crucial contar com a tecnologia, uma vez que, quanto mais manual for o controle, maior a margem de erro e mais desperdícios ele proporcionará. Vale lembrar que estamos vivenciando a quarta revolução industrial (conhecida como indústria 4.0), que demanda por tecnologias que facilitem e agreguem precisão aos procedimentos operacionais. Assim sendo, os softwares de gestão são fundamentais.

O mercado oferece ótimos softwares ERP com ferramentas bastante eficazes na identificação dos gargalos e que integram diferentes áreas da companhia, como financeiro, compras, produção, vendas etc. Além disso, esses sistemas contribuem para a elaboração de um planejamento estratégico, com previsões de demanda, monitoramento de estoque, análises de produção e controle de resultados.

Como resolver os gargalos?

Para cada gargalo identificado na rotina há uma ação corretiva que pode ser aplicada, melhorando continuamente as atividades operacionais da indústria. Para promover essa otimização efetue as ações abaixo.

Realize o mapeamento de processos

É imprescindível conhecer o seu processo produtivo minuciosamente. Cada uma das etapas, as matérias-primas necessárias, o maquinário envolvido e os profissionais que atuam etc.

Ao elaborar o mapeamento passo a passo, desde a aquisição dos insumos até a entrega do produto final ao cliente, certamente você identificará pontos de melhoria, pois ele detecta com precisão onde está ocorrendo um eventual atraso. Esse conhecimento prévio é um importante requisito para conseguir analisar, prever e corrigir falhas.

Implemente ações corretivas

Após realizar o mapeamento deve-se implementar as ações corretivas rapidamente, voltando ou aumentando a produção. Por isso, elas precisam ser bem delineadas e transmitidas de forma clara e objetiva para os funcionários envolvidos naquele gargalo. Do mesmo modo, é necessário criar estratégias para que os investimentos possam ser imperativos e os recursos bem aplicados, alcançando sempre os melhores resultados.

Todavia, não basta apenas colocar em prática uma ação corretiva, seus efeitos têm de ser bem analisados e, se houver necessidade, complementados com outras ações. O monitoramento deve ser feito continuamente, buscando antecipar futuros gargalos e verificar se tudo está saindo conforme o esperado.

O gargalo de produção é um dos principais motivos de improdutividade e desperdícios de recursos em uma indústria. Assim, a solução é investir em melhorias contínuas até que a capacidade produtiva seja completamente suficiente para atender a demanda do mercado.

Gostou deste conteúdo sobre como resolver gargalos de produção? Ainda tem alguma dúvida? Deixe seu comentário para que possamos ajudá-lo a encontrar uma solução!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *