Saiba como aplicar a segurança da informação no seu negócio

Ao longo dos anos, computadores e outros dispositivos digitais se tornaram essenciais na vida da população. É possível fazer qualquer coisa com um celular como, por exemplo, pagar contas e outras transações financeiras. Porém, essas ações fazem com que o número de ataques cibernéticos aumente. Por isso, a segurança de dados é primordial para as empresas modernas. 

Há um software nocivo, chamado Ransomwareque é responsável por bloquear computadores e arquivos, e solicita dinheiro para liberar as informações que estão sob poder de ciberatacantes. O princípio é o mesmo do sequestro, só que, neste caso, os dados digitais são mantidos reféns por meio de criptografia de ponta. Os cibercriminosos ameaçam excluir os dados permanentemente a não ser que haja o pagamento da taxa de resgate com moeda virtual, geralmente o bitcoin,  dentro do prazo determinado por eles.   

Por causa dessa e de outras táticas de ataque, é que a aprovação da Lei Geral de Dados (LGPD), em agosto de 2021, tornou-se inquestionável. Para ajudar a manter a segurança da sua empresa e de seus clientes, listamos 6 dicas para você colocar em prática. Com elas, o risco de sofrer um ataque cibernético será minimizado.  

  1. Conscientize e eduque  

É de extrema importância agir de maneira limpa com seus clientes. É dever da empresa conscientizá-los sobre os sistemas usados e as regras estabelecidas. Além dos consumidores, é necessário que esse comportamento também seja direcionado aos colaboradores. 

Outra questão é a falta de clareza nas políticas de segurança. Por isso, tire as dúvidas que possam ocorrer e realize treinamentos com os envolvidos para que todos possam estar cientes das medidas básicas de segurança. 

Os treinamentos são imprescindíveis para que não haja divergências na hora de resolver algum problema. Se todos os passos forem seguidos de maneira assertiva, não há motivo para os colaboradores procurarem por outros métodos de se manterem seguros. Pois, muitas vezes, essas práticas podem ser mais nocivas do que benéficas, justamente pela falta de conhecimento no tema.  

  1. Esteja sempre atualizado 

Na era digital, uma coisa é certa, sempre há atualizações e novas tendências. Todos os dias, novas tecnologias são criadas por empresas especializadas. Portanto, é fundamental que os responsáveis pela Tecnologia da Informação (TI) estejam sempre atentos às atualizações que surgem. 

Porém, tenha em mente que assim como nós buscamos formas de estarmos atualizados e seguros, os cibercriminosos também criam e investem em novos mecanismos diariamente.  

ransomware, mencionado anteriormente, é um grande exemplo. Pois, nem os especialistas esperavam que surgisse uma tecnologia dessa magnitude. Caso apareça outro software, ao estar atualizado, é possível combater de forma mais imediata. 

  1. Defina privilégios de uso 

Os problemas de segurança, na maioria das vezes, são facilitados por conta do mau uso dos usuários. Por isso, é essencial a criação de processos de gestão de contas e limite de privilégios. Assim, há o controle de quem tem acesso e a quais documentos. 

Por exemplo, pode acontecer de um funcionário acessar uma informação que não condiz com a área dele e, sem querer, deletar um arquivo importante que não estava em nenhum backup realizado previamente.  

Essa é uma falha corriqueira e humana. Porém, não deve acontecer. Ao restringir os acessos, a chance de perder arquivos ou vazar informações, diminui drasticamente. 

  1. Configure políticas de segurança 

É normal que os colaboradores estejam em diversos processos de segurança de dados, pois em algum momento eles vão ter que acessar alguma informação e pode haver entrada de malware (software que são considerados nocivos), por conta de uso inadequado. 

Portanto estabeleça políticas de segurança para que todas as equipes possam adotar. Dessa forma, é possível normatizar as regras que a empresa decidir utilizar. Isso diminui a facilidade de ação dos cibercriminosos. 

  1. Alinhe os processos com as políticas de segurança 

Após a criação de políticas de segurança, é necessário colocá-las em prática e isso requer um alinhamento com os processos que ocorrem no negócio. Vão acontecer mudanças simples e outras mais complexas, por isso, tenha em mente um planejamento prévio de implementação. 

Por exemplo, mudanças operacionais envolvem todas as máquinas instaladas, o que demanda tempo e preparação. Dessa forma, é necessária a realização de backups e a implantação de uma boa logística para saber qual equipamento já está disponível para seus funcionários. 

  1. Bloqueios de sistemas 

Monitorar as redes é importante para que não haja vazamento de informações sem o conhecimento da equipe de TI. Por isso, invista em bloqueios de sistemas de saída. Por exemplo, aplicativos e sites que facilitem a troca de arquivos para fora da rede da empresa. 

Em resumo, o investimento em segurança da informação é simples, basta escolher as parcerias e as soluções que tragam mais confiança e eficiência para a sua empresa. Essa é uma questão para agora se você pretende que sua empresa se consolide no futuro. 

Então que tal começar a investir em tecnologia? Entre em contato conosco agora mesmo. A ONCLICK oferece soluções líderes no mercado em ERP e gestão de sistemas corporativos. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *