Antecipação de recebíveis: vale a pena fazer na sua loja?

Sabe aquele valor recebido no crédito que demora cerca de 30 dias para cair na sua conta? Ou os parcelamentos que também precisam de algumas semanas para entrar no seu caixa? Eles podem atrapalhar o fluxo financeiro e, consequentemente, o giro do negócio. Por isso, uma opção que pode ser utilizada é a antecipação de recebíveis. Se você não sabe o que é e como aplicá-la de forma saudável no seu negócio, não se preocupe. Preparamos um tutorial exclusivo para você!

Para começar, a antecipação de recebíveis é um recurso que permite à empresa adiantar o recebimento de valores que só chegariam até ela algum tempo depois. É uma alternativa mais vantajosa em relação aos empréstimos, que acabam comprometendo o caixa. Com essa solução, é possível antecipar as vendas a prazo de forma simples, rápida e sem burocracia.

Ao receber esses valores, que só entrariam no caixa a prazo, de forma à vista, sua empresa ganha comodidade nas finanças por meio de um recurso mais sustentável, sem precisar pagar os juros e as taxas mensais cobrados nos empréstimos. 

Antecipar os recebíveis nada mais é do que receber aquilo que já é da empresa. Porém, é preciso lembrar que a antecipação deve ser utilizada para cobertura pontual de necessidade de capital de giro. 

Essa é a melhor alternativa para utilizar como recurso temporário, solucionando problemas com as vendas, de planejamento ou até mesmo da sazonalidade. Como a antecipação é um recurso que acaba sendo utilizado mais para uso emergencial, antes de recorrer a ela, estipule seu plano financeiro. 

O que você precisa saber sobre a antecipação de recebíveis

Antes de realizar qualquer negociação a prazo, é essencial que os responsáveis saibam exatamente quanto a empresa precisará ter para que todas as dívidas sejam pagas e o fluxo de caixa seja controlado até o recebimento das parcelas. 

Deve-se recorrer à antecipação de recebíveis quando não se tem capital de giro suficiente para manter as obrigações diárias do negócio. Nesse caso, o recurso cobre as despesas mais urgentes para que a empresa não interrompa a produção nem deixe de pagar os fornecedores e os funcionários.

Para você receber o caixa futuro no presente, as instituições financeiras contratadas para oferecer o crédito tornam-se responsáveis pela quantia e assumem o recebimento futuro das negociações feitas. A taxa de antecipação é realizada a partir de uma taxa de desconto referente a 30 dias. A cobrança obedece a proporção dos dias antecipados de cada parcela. 

O primeiro passo para você seguir é logo antes de fazer a antecipação de recebíveis: analisar taxas de juros cobradas pelas instituições financeiras referentes à operação. Elas podem variar de acordo com a análise de crédito da sua empresa e de outros fatores que não constam no relatório do banco.

Então, você escolhe a instituição que seja mais viável e eficiente e ela analisará toda a sua documentação relativa ao faturamento da empresa, aos sócios-proprietários ou acionistas e outros para, assim, aceitar a parceria. 

O segundo passo é avaliar antecipadamente as necessidades do negócio e, a partir disso, estabelecer um determinado valor que atenda às emergências, deixando o negócio fora de risco nos meses futuros. 

Terceiro, escolha a modalidade. Você pode fazer via bancário ou cartão. As taxas cobradas pelo serviço costumam ser as seguintes: 

  • Boleto: Taxa de antecipação em cobranças via boleto bancário no percentual de 2% sobre o montante do título acrescido de 0,06% por dia antecipado. As cobranças via boleto poderão ser antecipadas no prazo máximo de 90 dias antes do seu vencimento.
  • Cartão de crédito: em sua totalidade possui uma taxa de 0,06% ao dia antecipado, além das taxas de transação da operadora.

Mas quais são as vantagens para o negócio?

A antecipação de recebíveis é um ótimo recurso para aquelas empresas que precisam de mais capital de giro sem comprometer todo o funcionamento dos processos internos de seu negócio. 

Os benefícios são inúmeros. Veja:

  • Agilidade para recursos internos;
  • Facilita o giro do estoque;
  • Antecipação créditos que pertencem à empresa;
  • Garantia do pagamento do recurso e ainda de forma integral, liberando-os mais rapidamente;
  • Pagamento de dívidas;
  • Independência de terceiros, por ser o próprio crédito;
  • Menores taxas de juros;
  • Valores parcelados pagos à vista.

O grande desafio do gestor é eliminar o descasamento do fluxo de caixa, alinhando os prazos de recebimento das vendas com as necessidades diárias de recursos do negócio. Esse tipo de linha de recursos serve para acelerar financeiramente o negócio, viabilizando uma maior liquidez e otimizando seus recursos. 

Por oferecer todas essas vantagens, nota-se que a antecipação de recebíveis é uma opção que pode ajudar qualquer empresa a alavancar seus negócios sem precisar recorrer aos financiamentos e outras opções de crédito que, no final das contas, acabam gerando mais prejuízo que benefício.

Porém, deve-se tomar certos cuidados nesse processo

Antes de tudo, atenção no contrato para não cair em taxas escondidas!

Se você escolheu antecipar o valor de uma compra parcelada em 5 vezes, uma taxa será aplicada a cada parcela, mesmo que o valor antecipado seja entregue de forma integral.

Por isso, é fundamental que o empreendedor analise as condições de cobrança das taxas em questão e avalie se é uma opção viável e vantajosa para a empresa. Essa análise permite que você evite surpresas inesperadas e desagradáveis na hora de cobrir os custos da operação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *