Por que apostar no Blockchain no seu commerce?

O Blockchain, ou “protocolo da confiança”, chegou para ficar. A tendência, que já é sucesso no exterior, revoluciona o mercado, milhares de investidores com seus recursos pessoais e coloca à frente as marcas que querem mais tecnologia e inovação em seus negócios.

De acordo com a pesquisa do Markets and Markets, o mercado global de Blockchain deve crescer de US$ 3 bilhões em 2020 para US$ 39,7 bilhões em 2025, uma taxa de crescimento de 67,3% entre 2020–2025.

Diante desse cenário, separamos os três pilares para você poder investir no Blockchain de forma eficiente e tranquila, permanecendo competitivo no mercado.

Nesse artigo você verá:

  1. O que é Blockchain;
  2. Por que investir no Blockchain;
  3. Diferenças entre Blockchain e Bitcoin.

Você já ouviu falar em Blockchain? Já soube por que tantos investidores lá fora estão apostando nessa estratégia? Sabe quais são as opções de aplicação no Brasil? Então continue lendo este artigo.

  1. O que é Blockchain

O Blockchain surgiu com a premissa inicial de facilitar as transferências financeiras. Como é um sistema que está em constante funcionamento, as transferências podem acontecer a qualquer hora, entre quaisquer lugares do mundo, com custos de transação mais baixos que os outros modelos já conhecidos.

Hoje, a utilização do Blockchain vai muito além das criptomoedas e tem ganhado lugar de destaque em investimento de diversos outros segmentos. Mas, o que é Blockchain?

Blockchain é um banco de dados digitalmente distribuído, descentralizado e compartilhado que ajuda as empresas a identificar e rastrear todas as transações na rede de blockchain corporativa.

A ideia básica é de descentralizar o armazenamento de dados de forma que estes não possam ser acessados, controlados ou manipulados por uma autoridade central.

A diferença entre um banco de dados comum e um Blockchain é a maneira como os dados são estruturados. Uma blockchain coleta informações em grupos, também conhecidos como blocos, que contêm conjuntos de informações. Os blocos têm certas capacidades de armazenamento e, quando preenchidos, são encadeados no bloco previamente preenchido, formando uma cadeia de dados conhecida como “blockchain”.

Vale lembrar que o Blockchain é público, único, replicado e compartilhado pelos participantes do sistema.

Assim, diferentes tipos de informações podem ser armazenados de forma prática e segura. O uso mais comum até agora tem sido como um livro-razão para transações.

A tecnologia é válida por possibilitar uma mudança na forma como propriedade, privacidade, incerteza e colaboração são concebidas no mundo digital. Ela rompe setores e práticas tão diversos como mercados financeiros, distribuição de conteúdo, gestão da cadeia de suprimentos, a dispersão de ajuda humanitária e até mesmo o voto em geral eleição.

  1.  Por que apostar no Blockchain?
  1. Segurança

Blockchain é muito mais seguro do que outros sistemas de manutenção de registros porque cada nova transação é criptografada e vinculada à transação anterior.

Mas como funciona a proteção dessas informações?

Blockchain consiste em uma rede de computadores que se unem para confirmar um ‘bloco’, este bloco é então adicionado a um livro razão, que forma uma ‘cadeia’. 

Ele é formado por uma sequência complicada de números matemáticos que torna impossível qualquer alteração depois de estabelecido. E é por isso que o torna seguro contra informações falsas e hackers

Outro colaborador para a segurança das transações é sua natureza descentralizada. Ela confere uma qualidade única de “falta de confiança” – o que significa que as partes não precisam de confiança para realizar transações com segurança.

  1. Transparência

Além de proteger os registros, o Blockchain garante maior transparência no processo.

Isso se dá com o fato de que todas as transações para endereço público estão disponíveis para visualização. 

Dessa forma, em sistemas financeiros e negócios, adiciona-se uma camada sem precedentes de responsabilidade, tornando cada setor da empresa responsável por agir com integridade para o seu crescimento, sua comunidade e clientes.

Outro fator que garante a transparência é o registro estático.

Os registros são armazenados como um propósito de referência. Tomamos como exemplo o título de propriedade. Existem muitos casos de ambiguidade na propriedade do título. Com a tecnologia Blockchain, os registros, uma vez armazenados, não podem ser alterados. Todas as mudanças têm registro de data e hora. Em caso de disputa, o título pode ser rastreado pelo caminho de origem. Isso também se aplica às patentes, artigos de pesquisa, livros de segurança e origem alimentar.

  1. Mais eficiência

A principal característica do Blockchain é a descentralização. 

A partir dela, o Blockchain elimina a necessidade de intermediários em muitos processos para campos como pagamentos e imóveis. Saiba mais como o Blockchain funciona na tributação clicando aqui.

A vantagem aqui está na facilitação de transações, tornando-as mais rápidas e permitindo transferências P2P transfronteiriças com uma moeda digital. 

Com isso, os processos de gerenciamento de propriedades são mais eficientes com um sistema unificado de registros de propriedade e contratos inteligentes, os quais automatizam os contratos locatário-locador.

  1. Diferenças entre Blockchain e Bitcoin

A tecnologia Blockchain consiste na engenharia computacional por trás das criptomoedas como o bitcoin

Como vimos, o Blockchain é uma rede que funciona com blocos encadeados muito seguros que sempre carregam um conteúdo junto a uma impressão digital. 

No caso do bitcoin, esse conteúdo é uma transação financeira. 

Assim como um banco de dados, o bitcoin precisa de uma coleção de computadores para armazenar seu blockchain. Este, por sua vez, é apenas um tipo específico de banco de dados que armazena todas as transações de bitcoins já feitas.

Na prática, os registros são feitos em ordem cronológica. O bloco posterior vai conter a impressão digital do anterior mais seu próprio conteúdo e, com essas duas informações, gerar sua própria impressão digital. E assim por diante. 

Gostou desse conteúdo? Recomendamos que leia também “Entenda como funciona o Blockchain na Tributação”. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *