Black Friday: como um ERP eficiente ajuda os lojistas a não cair em armadilhas

Quando falamos de Black Friday, logo vem à mente a desconfiança dos consumidores com a data. Popularmente, a data chegou a ficar conhecida como “Black Fraude”, por conta de abusos em algumas ações por parte do varejo.

No entanto, a percepção ruim dos brasileiros com a Black Friday melhorou consideravelmente. Em 2017, 38% dos consumidores desconfiavam dos descontos anunciados. Em 2018, esse índice caiu para 35%, segundo pesquisa da Ebit Nielsen.

Em novembro desse ano teremos mais uma edição no Brasil e a expectativa é que 370 mil pessoas aproveitem as promoções pela primeira vez. Ainda de acordo com a Ebit Nielsen, no ano passado, as vendas alcançaram R$ 2,6 bilhões, 23% a mais em comparação ao ano anterior.

Tradicionalmente os produtos mais vendidos na ocasião são smartphones, itens de linha branca e Tvs, representando um ticket médio de R$ 608, e um público de 2,41 milhões de consumidores. Sem dúvida, é um evento que precisa ser aproveitado ao máximo pelos varejistas!

Erros que os lojistas devem evitar na Black Friday

Porém, se por um lado os consumidores estão alertas contra pegadinhas em relação às promoções anunciadas, a Black Friday, pelo movimento que gera, também pode trazer armadilhas para os lojistas.

Basta observar os números de monitoramento do Reclame Aqui para identificar onde os vendedores estão errando na Black Friday. Entre as queixas mais relatadas está a divergência de valores e problemas na finalização da compra, como dificuldade em inserir informações de pagamento. Outro campeão de reclamação é o não cumprimento no prazo de entrega.

Muitos problemas, no entanto, podem ser evitados com o auxílio de sistemas gerenciais que automatizam as tarefas e oferecem rapidez e assertividade nas operações de vendas. Confira em que pontos um ERP eficiente potencializa esses processos.

Análise de produtos

Para um resultado expressivo na Black Friday, a gestão de produtos precisa ser realizada de maneira certeira. Nesse momento, seu ERP deve te ajudar na tomada de decisões através de ferramentas como a Curva ABC – fundamental na gestão de estoques.  Desse modo, você pode identificar os produtos que mais vendem e os que estão “encalhados”. Além disso, vale a pena consultar quais as categorias e classes que mais estão saindo.

Formação de preços

Saber trabalhar a formação de preços é imprescindível para que a sua operação tenha lucro. Com a ajuda do ERP é possível analisar o custo real que o seu produto e a sua operação tem, incluindo nessa etapa custos muitas vezes negligenciados, como a tributação interestadual.  Somente após uma formação de preços precisa é que o varejista deve considerar qual desconto ofertar.

Cadastro de produtos

Com os produtos definidos, é o momento de fazer uma descrição especial. Lembre-se de tentar transmitir o “tom de voz” da sua empresa, e ao mesmo tempo utilizar as melhores práticas de S.E.O. Importante verificar todas as grades de variações possíveis em cada produto (cores, tamanhos, acabamento, etc) e cadastrá-las no ERP. Da mesma forma, confira se as nomenclaturas estão corretas. Ninguém compra um tênis tamanho P.

Estoque

Essa é a etapa mais importante para o seu sucesso na Black Friday, e por isso não pode existir furos. Faça a contagem dos produtos que você planeja vender e se certifique de que a demanda será atendida. Se possível, tenha uma margem de segurança para esses produtos.

Além disso, valide nos integradores se o estoque para os marketplaces e canais estão batendo com o ERP e o estoque físico. No dropshipping, mais cuidados ainda! Recomendo que converse com seus fornecedores e esclareça seus objetivos.

Agendamento de promoções

Vencida todas as etapas anteriores, esse é o momento de finalmente agendar as promoções. Faça testes, se organize, e lance a sua a campanha.

Operações

Você já calculou a média de tempo que um pedido leva para ser computado, separado e despachado para o cliente? Agora, imagine um cenário em que sua empresa venda 10 vezes mais. Como ficaria a sua operação?

Pois é nessa hora que o ERP é mais valorizado, visto que economiza tempo no processamento de pedidos e evita erros.

Quando você conta com um sistema gerencial, ações operacionais como emissão de notas e etiquetas são automatizadas. Da mesma forma, localizar um produto no estoque fica mais fácil quando as informações sobre prateleira e setor estão no romaneio do pedido. Outra grande vantagem de contar com um ERP está nas validações pré expedição, como a conferência de pedidos, que valida se os produtos separados são realmente os comprados pelo cliente. Imagine a frustração de comprar uma bike e receber uma bola!

Com o amadurecimento do mercado e o crescimento da confiança do consumidor, a Black Friday de 2019 tende a ser um enorme sucesso. Porém, esteja atento aos mecanismos da sua operação e certifique-se de estar preparado para receber os clientes. Muitas armadilhas são corriqueiras e podem ser evitadas com uma gestão mais eficiente.

Marcel Farto, CEO da ONCLICKé formado em Sistemas de Informação pela Unesp e possui MBA em Gestão Empresarial pela FGV. O executivo soma 20 anos de experiência no segmento de TI, numa trajetória que mescla empreendedorismo e gestão de negócios. Começou na ONCLICK em 2012 como Diretor de Desenvolvimento, assumindo a presidência em 2014. Antes, foi fundador e CEO da Commit Consulting.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *