O que é dropshipping e quais as suas vantagens no e-commerce?

Por: Vagner Roberto Claro Junior, Gabriel Sagioratto Jacob e Marisa Rossignoli

O grande número de desempregados no Brasil faz com que muitas pessoas encontrem no empreendedorismo uma forma de gerar renda. Logo, o e-commerce surge como uma opção para tais empreendedores.

O Dropshipping tem recebido muita atenção no e-commerce por não necessitar de grandes investimentos, uma vez que a modalidade não exige estoque, espaço físico, dando flexibilidade ao empreendedor. No Dropshipping o estoque fica por conta do fornecedor da mercadoria. O dono da loja virtual se ocupa apenas em divulgar sua marca na internet.

O fluxo do Dropshipping inicia-se a partir de uma solicitação de compra do consumidor na loja virtual. O lojista então efetua o faturamento e repassa o pedido ao fornecedor, que realiza a separação e entrega o produto ao cliente final.

Fonte: geracaoimportadora.com/o-que-e-dropshipping

Vantagens e desvantagens de utilizar o Drop Shipping

Como vimos, o Dropshipping proporciona diversas vantagens em sua utilização, pois é um modelo de negócio de baixo custo, com grande flexibilidade, quando comparado a outros modelos de negócios. O empreendedor tem a liberdade de trabalhar de qualquer lugar!

A utilização desse sistema proporciona ainda baixo risco de déficit, visto que cada produto é movimentado de acordo com a sua demanda, sem a necessidade de apostar em tendências incertas do mercado. Além disso, é possível escolher fornecedores com o melhor custo benefício entre qualidade, preço e prazo.

Logo, o baixo investimento torna a utilização do Dropshipping no e-commerce um grande atrativo, que leva desde pequenas empresas, até grandes redes a utilizarem essa modalidade, pelo fato de poder atender um número maior de clientes e com um grande mix de produtos.

Mas, mesmo o Dropshipping demonstrando ser uma opção atrativa, o sistema também apresenta desvantagens que devem ser levadas em conta antes da sua aplicação. Por exemplo, a falta do controle logístico, que pode registrar atrasos nas entregas, denegrindo a imagem da loja virtual junto ao cliente.

Outro risco é o investimento necessário em publicidade para conseguir a conversão de clientes, visto que o sucesso da loja virtual é atrelado à apresentação e divulgação dos produtos para venda.

A falta de capital em propagandas pode acarretar o falecimento precoce do negócio. Além disso, é importante sempre deixar bem claro ao consumidor que a loja de fato não possui os produtos em seu estoque e sim que seu fornecedor é o verdadeiro proprietário do produto.

Contudo, estão claros os pontos positivos do Dropshipping, como baixo investimento inicial pela ausência de estoque, a flexibilidade que o empreendedor tem em seu negócio, o baixo risco de déficit de um produto e o baixo custo operacional como um todo, pois toda a operação pode se limitar a uma sala com um computador conectado à internet.

Porém, como qualquer negócio, antes de ser implementado deve-se tomar alguns cuidados.
O Dropshipping, alinhado a um bom planejamento, oferece uma saída da crise para muitos.

Sobre os autores

  • Gabriel Sagioratto Jacob é Bacharel em Sistemas da informação e Pós-graduando no MBA em Gestão Estratégica de Negócios e Marketing. Atualmente atua como Analista de Testes na ONCLICK.
  • Vagner Roberto Claro Junior é Especialista em Engenharia de Produção, Bacharel em Arquitetura e Urbanismo e Pós-graduando no MBA em Gestão Estratégica de Negócios e Marketing.
  • Marisa Rossignoli é Docente no curso de Pós-Graduação no MBA em Gestão Estratégica de Negócios .

*O conteúdo foi extraído do artigo acadêmico “Dropshipping no e-Commerce”.

Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *