Plano de negócio para e-commerce: por que fazer?

Realmente, começar uma empresa não é uma decisão fácil, afinal, são vários os riscos envolvidos. Isso fica ainda mais desafiador quando não se tem conhecimento sobre empreendedorismo. Desde o início, é preciso lidar com muitas informações relacionadas à sua atividade, o que deixa os gestores perdidos, principalmente, os iniciantes. Por isso, um dos passos mais importantes para o sucesso de uma companhia é a definição de um plano de negócio.

Agora, você deve estar se perguntando: será que isso também é útil aos e-commerces? Certamente! Esse planejamento ajuda a sua loja virtual a estabelecer os objetivos e identificar oportunidades de melhorar sua estratégia de vendas. O documento também auxilia a esclarecer se a atividade é viável ou não.

Podemos afirmar, portanto, que a definição de um plano de negócios é um dos principais diferenciais do e-commerce. Está interessado em saber mais sobre o assunto? Neste post, explicaremos o que é um plano de negócio, a importância dele para as lojas virtuais e forneceremos dicas que ajudarão você a montar o planejamento da empresa. Vamos lá?

O que é um plano de negócio?

O plano de negócio é um documento de planejamento capaz de analisar a viabilidade de uma empresa do ponto de vista de mercado, estratégico, gestão financeira e questões técnicas. São analisados pontos específicos de diferentes departamentos como os de marketing, finanças, vendas, entre outras questões relevantes.

O plano também ajuda a definir as áreas de atuação da companhia, quais são as metas e aonde ela pretende chegar (seja em cinco, dez anos, ou em outros prazos). Ou seja, é um direcionamento aos gestores e também um dos principais fatores que contribuem para que os resultados sejam obtidos mais rapidamente.

Antes de abrir um e-commerce, não deixe de fazer esse planejamento. Primeiramente, o plano ajudará você a conhecer profundamente o mercado e a verificar os números relacionados a uma atividade específica. Esses dados serão fundamentais para orientá-los nas suas decisões.

Inclusive, o plano proporcionará maior conhecimento sobre os fornecedores e concorrentes da sua área. Essas informações ajudam a reduzir as incertezas, riscos e erros relacionados aos negócios.

Não fique desanimado se a ideia for inviável, pois isso estará apenas no papel. Isso evitará equívocos por falta de análise e você não perderá dinheiro apostando em algo que dificilmente dará certo. Por outro lado, se souber organizar, terá tempo para gerar novos insights, que podem originar ideias viáveis para consolidar uma boa oportunidade de negócio.

Qual a importância dele?

Os planos de negócios ajudam no crescimento das empresas, pois direcionam os melhores caminhos a serem seguidos em relação às atividades desenvolvidas por elas. Além disso, o documento proporciona que você:

  • conheça os pontos fortes e fracos do negócio;
  • ganhe autoridade no mercado;
  • melhore o marketing interno (nesse caso, a empresa passa a ser vista com um bom lugar para se trabalhar, favorecendo o fluxo de trabalho);
  • trabalhe melhor a imagem do negócio com a intenção de conquistar mais consumidores.

Como montar um bom plano de negócio focado em e-commerce?

Pode parecer complicado montar o documento, mas, com a adoção de algumas práticas, é possível realizar um bom planejamento.

Entre as principais ações a serem desenvolvidas, estão a obtenção de informações sobre o negócio, a análise do mercado, a criação de estratégias e a definição de objetivos. Abordaremos esses pontos detalhadamente na sequência do post. Continue lendo!

Obtenha informações sobre o negócio

Sem dúvida alguma, o primeiro passo a ser feito é obter informações em relação ao e-commerce. Afinal de contas, não é possível começar um negócio sem ter muito conhecimento a respeito.

Nessa etapa, é importante verificar as ferramentas necessárias para que a empresa funcione, se há a necessidade ou não de contratar funcionários, quanto de investimento será necessário, entre outras informações relevantes.

Faça a análise mercadológica

Esse é o momento de identificar os principais concorrentes, fornecedores, definir os produtos e serviços a serem oferecidos, e identificar o público-alvo da sua empresa. Além disso, é fundamental estar por dentro das tendências do e-commerce com a intenção de ficar atualizado em relação às demandas do mercado, como em relação à indústria 4.0.

É muito importante ressaltar que a definição dos clientes é um detalhe essencial. Isso porque, sem eles, não há vendas, não há receitas e, consequentemente, fica inviável manter o negócio funcionando.

Por isso, vale muito a pena buscar informações detalhadas sobre os potenciais consumidores. Nesse momento, é importante compreender o que desejam, como se comportam e quais são as principais dores ou dificuldades.

Muita gente tem a seguinte dúvida: como essas informações podem ser descobertas? Esses dados podem ser obtidos por meio de pesquisas. Você pode elaborar questionários, conversas ou entrevistas com os clientes em potencial. Outra possibilidade é analisar as ações feitas pelos concorrentes com a intenção de melhorar a experiência do consumidor e conquistar novos clientes.

Crie estratégias para o negócio

O desenvolvimento de estratégias (como o omnichannel) é um dos principais segredos dos negócios de sucesso.

Um dos métodos mais eficazes no planejamento estratégico é a matriz SWOT. A sigla refere-se às seguintes palavras: Strengths (forças), Weaknesses (fraquezas), Opportunities (oportunidades) e Threats (ameaças). Veja como esses fatores se aplicam nos e-commerces:

  • forças: se referem aos pontos fortes e às vantagens que a sua loja virtual tem em relação aos concorrentes;
  • fraquezas: fazem referência aos pontos de melhoria e a tudo que prejudica o andamento do negócio;
  • ameaças: são as forças ou ações externas que podem influenciar de forma negativa a empresa;
  • oportunidades: são os fatores externos que contribuem de forma positiva com o andamento da companhia.

Defina os objetivos

A definição de objetivos de curto, médio ou longo prazo é essencial no desenvolvimento dos negócios. Sem eles, fica impossível saber aonde deseja chegar. Há vários indicadores para e-commerce que podem ser definidos, como o número de vendas, faturamento mensal, número de filiais etc.

De fato, não é fácil montar um plano de negócio, afinal de contas, é preciso levar vários fatores em consideração. Ainda assim, todo esse trabalho vale a pena, pois você verá com mais facilidade se o negócio é viável. Além do mais, será possível planejar os rumos da companhia, encontrar as melhores oportunidades e trabalhar os pontos fracos da empresa.

Agora que já sabe como montar um plano de negócio, veja neste artigo como fazer a integração entre a loja física e virtual, aumentar as vendas e se destacar no mercado!

Powered by Rock Convert