Conheça 6 ferramentas para melhorar a logística interna da empresa

Ferramentas para melhorar logística interna (inhouse) são uma demanda constante na gestão empresarial. Trata-se de uma tarefa complexa que envolve variáveis como tempo, custos, qualidade e escopo. Os e-commerces representam uma nova roupagem das transações comerciais e o gestor mais atento precisa conhecer bem temas como regimes especiais de tributação e livros digitais contábeis

Todas essas atividades têm resultados diretos na logística da sua empresa. A gestão de um negócio é um sistema integrado com muitos processos, partes interessadas e trocas de informações. As transformações digitais mudaram bastante a lógica dos modelos de negócios e é preciso se manter atualizado com as principais inovações da tecnologia. Continue a leitura do artigo para entender mais sobre logística interna (inhouse).

Como melhorar a logística interna (inhouse)?

Essa é uma pergunta comum entre os gestores de negócios e a resposta não é tão simples assim. Aperfeiçoar a sua logística inhouse envolve muitos aspectos pontuais e requer uma postura ativa e engajada das partes interessadas da sua empresa. Não basta apenas investir em tecnologias e treinamentos. É preciso mudar a sua cultura organizacional para criar um clima de aprendizado contínuo e de geração de valor.

A automação da logística é uma consequência direta da inovação digital. Entender as nuances do mercado e da economia é um diferencial visto que isso permite visualizar oportunidades em áreas ainda pouco exploradas. Um bom exemplo disso são os incentivos fiscais ao setor de informática. Poucas empresas conhecem esse tema. 

As novas tecnologias surgem justamente para integrar os processos de negócio e aumentar a lucratividade do comércio. Não se pode ignorar as mudanças geradas pela Transformação Digital. Ficou interessado no assunto? Então, conheça agora 6 ferramentas que podem melhorar a logística interna da sua empresa como um todo. Venha comigo!

1. Transportation Management System (TMS)

A tradução desse termo significa Sistema de Administração de Transporte. A ideia é controlar todas as informações sobre fretes, despachos, custos logísticos, entregas, roteiros de viagens, conferências de faturas e rastreio de cargas. Por mais que a logística do seu comércio tenha resultados satisfatórios, é sempre interessante melhorá-la. Isso é melhoria contínua.

O conceito TMS racionalizou a produtividade da logística de transporte das empresas comerciais. Esse software também facilita funções burocráticas e repetitivas, como a emissão das NF-e (Nota Fiscal Eletrônica). Contar com as potencialidades da tecnologia pode ser uma opção interessante no longo prazo. Tudo isso gera mais tempo livre para os gestores se dedicarem às demandas críticas e prioritárias.

2. Warehouse Management System (WMS)

Trata-se do Sistemas de Gestão de Armazéns. O foco aqui é gerenciar a logística dos estoques e cuidar das etapas de encomenda, aquisição, recebimento dos produtos e geração dos pedidos dos clientes. Essa é uma forma de redobrar o controle sobre as rotinas de um armazém, reduzir as movimentações de materiais e minimizar erros e perdas de itens. Adotar esse tipo de ferramenta gera inteligência operacional para o seu negócio.

Os WMS contam com funcionalidades interessantes, como: inventário de materiais, picking, estocagem, emissão de notas fiscais, controle de portaria e endereçamento de pedidos. Otimizar as logísticas inhouse é uma das tendências tecnológicas para os próximos anos. Esse contexto pode gerar mudanças consideráveis nas rotinas das lojas físicas e online.

3. Customer Relationship Management (CRM)

Mais uma ferramenta da tecnologia ligada à otimização da gestão logística. Nesse caso, o enfoque é mais direcionado às etapas que interferem na satisfação dos clientes. Vale sempre lembrar que a opinião dos consumidores pode contribuir muito para o posicionamento da sua marca no mercado. Esses sistemas conseguem capturar dados de compras, pedidos e transações na sua loja e, assim, melhorar a gestão do ciclo de vendas do seu negócio.

Tudo isso contribui para uma gestão de dados mais eficiente e direcionada para as demandas mais prioritárias dos seus clientes. Contar com essas informações organizadas e padronizadas permite à sua empresa se antecipar às demandas do mercado e agir de forma mais acertada. Além disso, os sistemas CRM ajudam a personalizar as interações com os seus consumidores e criar um relacionamento mais exclusivo.

4. Task Management Tool (TMT)

Consistem em aplicativos para gestão de tarefas. O objetivo é organizar as rotinas e atividades dos seus projetos e acompanhar o desempenho das suas equipes mais de perto. Com isso, consegue-se visualizar quais são as rotinas e logísticas mais problemáticas e tomar as medidas corretivas a tempo. Esses apps permitem registrar as demandas dos seus funcionários de uma forma rápida, prática e sem burocracias.

É possível, também, acessar esses aplicativos por meio do seu smartphone. Com alguns cliques, você pode controlar a logística do seu e-commerce e evitar muitos deslocamentos desnecessários. Existem várias opções de sistemas TMT, por exemplo: Google Agenda, Wunderlist, Slack, Basecamp, Asana e IFTTT. Quanto mais cedo você se familiarizar com essas ferramentas, maior será otimização dos seus processos empresariais e tarefas rotineiras.

5. Human Resources Management System (HRMS)

São os famosos sistemas de gestão de RH. A ideia aqui é avaliar o desempenho dos seus funcionários de uma maneira padronizada e objetiva. É importante lembrar que o capital humano tem uma relevância crucial no bom andamento da logística do seu negócio. Essas tecnologias podem melhorar o engajamento dos seus funcionários e a gestão da informação na sua loja. 

As ferramentas HRMS permitem um acompanhamento mais direcionado das atividades dos seus colaboradores e também a descoberta de novos talentos. Alguns sistemas para você ficar de olho são: BetterWorks, Appraisd, Perdoo, Reviewsnap, Echospan e Timo. A inteligência artificial chegou na gestão das empresas e isso pode beneficiar muito a logística do seu negócio.

6. Enterprise Resource Planning (ERP)

Os sistemas ERP são soluções bem completas para integrar os setores e unidades de uma empresa. O foco é criar um ambiente interconectado que facilite a comunicação entre os departamentos sem perdas de informações e sem gerar ilhas de conhecimentos. Dessa forma, os gestores conseguem ter uma visão do todo sobre os processos logísticos e tomar decisões mais consistentes. 

Por exemplo, um sistema ERP consegue integrar as atividades dos setores de estoque com as rotinas do pessoal de vendas. Isso facilita a reposição dos produtos, a geração das notas fiscais eletrônicas, a sua gestão de processos e ainda permite reduzir o lead time de produção. Como você pode perceber, investir em automatização de processos é uma opção interessante.

Muito bem, essas são as 6 ferramentas para melhorar logística interna (inhouse) e extrair os melhores benefícios da tecnologia. Contar com processos automatizados é primordial para a operacionalidade do seu negócio e pode evitar muitos problemas futuros. Isso reforça a importância de contar com soluções personalizadas para a realidade da sua empresa. Entre em contato com a ONCLICK e veja como podemos alavancar os seus processos logísticos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *