Da loja física ao marketplace: como ter um controle de estoque eficiente

Se você já leu nosso post “Em 2021 aposte em tecnologias que agreguem todos os canais de venda” e está prestes a integrar sua loja física ao marketplace ou vai migrar para o online, este post é para você. Também é para quem já vende na internet há tempos, em diversos canais, mas ainda tem dúvidas de como fazer o controle de estoque dar certo.

O consumidor do nosso tempo preza, cada vez mais, pela experiência da compra como um todo. Ele quer ter uma boa navegação através do site da loja virtual ou marketplace, quer preço, condições de pagamento e prazo curto de entrega.

Para trazer uma experiência de compra como um todo é essencial ter um bom controle de estoque. Esse é um dos aspectos que mais tem trazido vantagens para pequenas e médias empresas. Isso porque reunir todas as informações em um mesmo local para integrar o estoque com a loja ou shopping virtual, é uma boa estratégia para evitar a venda de um produto que não esteja disponível ou para evitar que os produtos fiquem parados por muito tempo no estoque.

Então, o primeiro passo é entender a praticidade de fazer um controle atualizado dos produtos.

Ninguém quer estar prestes a finalizar uma compra para depois descobrir que o produto está fora de estoque. 

Para evitar essa bagunça no sistema e clientes insatisfeitos é fundamental um controle atualizado e completo de cada mercadoria.

Por isso, a dica é usar o código GTIN.

O GTIN (Global Trade Item Number), anteriormente chamado de código EAN, é um identificador global para itens comerciais, desenvolvido controlado pela GS1.

Por meio do código GTIN, o processo do produto ser finalizado como matéria-prima e entrar no estoque como mercadoria originada ou recebida, torna-se automatizado por meio da leitura óptica. Assim, o produto será contabilizado diretamente nos números de seu estoque.

Outra vantagem está na integração entre os setores de compras e finanças. O preenchimento do GTIN na NF emitida permite que o sistema contabilize na mesma hora o número de objetos que estão saindo de seu estoque. 

Assim, você evita custos excessivos e visualiza o lucro obtido em vendas. Isso é essencial inclusive para criar campanhas ou promoções — afinal, a sua empresa precisa estar preparada para atender às demandas. 

Porém, você pode ir além e automatizar todo o processo de entrada de mercadoria e ainda integrar com os demais pontos de venda. Neste caso, o segredo está no ERP.

O primeiro passo para dar início à gestão otimizada de seu estoque é contar com um sistema eficiente de ERP. Quando o assunto é gestão de estoque, dispor de um sistema de gestão ERP pode ser a sua melhor ferramenta. 

É importante otimizar a gestão de estoque da sua empresa com o ERP para que o negócio cresça e se fortaleça.

Para empresas que atuam em mais de uma plataforma como o próprio e-commerce, marketplaces (saiba mais como usar o ERP no marketplace clicando aqui) e loja física, o uso de um sistema integrador de dados é ainda mais indicado.

O sistema de gestão integra o estoque às compras e às vendas, acompanha o fluxo de caixa, a reposição de mercadorias, dos insumos e ajuda nas melhores negociações com os fornecedores por meio dos dados obtidos pela integração de processos. 

Vale destacar ainda que uma das principais vantagens da integração do sistema ERP com o PDV (ponto de venda) é que os produtos vendidos sofrem baixa imediata nos estoques. O contrário também acontece quando as mercadorias são devolvidas ou trocadas. Tudo ocorre de maneira automatizada, o que diminui o número de erros e contribui para otimizar a produtividade da sua empresa.

Nesse caso, falamos da integração do ERP com cada ponto de venda, mas quanto mais integrado estiver cada canal seu entre si, mais fácil será o controle do estoque.

Assim, não somente é vantajoso integrar a loja física com o marketplace, mas também cada marketplace em que sua empresa está. Vale a pena para automatizar a gestão desses pontos de venda de forma integrada. Juntamente com o ERP, outras tecnologias facilitam para que você tenha em primeira mão os dados de entrada e saída dos produtos do estoque e consiga compor uma estratégia assertiva para cada site, dentre outras vantagens. 

DICA EXTRA: Conheça o dropshipping

Além das formas tradicionais de estoque, você pode também optar pela terceirização. É uma forma eficiente de controle.

No sistema dropshipping, o revendedor não possui o estoque, mas vende os produtos que estão no estoque do fornecedor.

Porém, como funciona a aplicação do dropshipping?

O revendedor anuncia os produtos do fornecedor em uma plataforma online como por exemplo um e-commerce ou marketplace. Se a mercadoria for vendida, o vendedor efetua o pedido junto ao fornecedor e manda ele entregar diretamente no endereço do cliente.

E quais são os benefícios de trabalhar com o dropshipping?

  • Investimento muito baixo, já que não será necessário adquirir um estoque das mercadorias;
  • Sem necessidade de estrutura física;
  • Não existe a preocupação em fazer a logística de envio, pois o próprio fornecedor fará isso.

Fazer a gestão de um negócio online não é uma tarefa fácil como muitos acreditam. Para obter bons resultados é preciso muito trabalho e dedicação.A ONCLICK oferece soluções que proporcionam mais organização e agilidade no fluxo dos pedidos, integração com as principais plataformas, gateways de pagamento e marketplaces.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *