Saiba o que são Metodologias Ágeis e as suas vantagens

Já pensou em reduzir o tempo de seus processos pela metade? Em ter uma operação automatizada e aprovada por testes de qualidade? Tudo isso se tornou possível com o uso da metodologia ágil. 

Metodologias ágeis são conjuntos de práticas com a finalidade de maximizar o trabalho das equipes de projetos e os resultados gerados aos clientes.

Segundo a pesquisa PMI’s Pulse of the Profession 2018, feita pelo Instituto PMI, 73% das organizações globais já utilizam os métodos ágeis para gerenciar seus projetos.

Quer saber por que é importante conhecer as metodologias ágeis e como aplicá-las no seu negócio? Então, veja o que você vai encontrar neste artigo: 

  1. Surgimento das metodologias ágeis;
  2. Vantagens da aplicação das metodologias ágeis;
  3. As metodologias ágeis e o e-commerce;
  4. Quais são os tipos de metodologias ágeis.
  1. Da onde surgiu as metodologias ágeis?

O Manifesto Ágil foi um documento lançado por um grupo de desenvolvedores que se cansaram dos métodos tradicionais de gerar documentações ou responder aos gerentes de projetos. 

Afinal, as metodologias clássicas de gestão de projetos muitas vezes não dão conta de atender determinadas demandas e exigências dos projetos de software.

Esse grupo de desenvolvedores levantou valores essenciais que redigissem a nova cultura, os quais são, de forma resumida:

  1. Valorizar mais os indivíduos e interações do que processos e ferramentas;
  2. Valorizar mais o software em funcionamento do que documentação abrangente;
  3. Valorizar mais a colaboração com o cliente do que a negociação de contratos;
  4. Valorizar mais as respostas às mudanças do que seguir um plano.

Para aumentar a agilidade dos processos, a qualidade dos produtos e a eficiência dos planejamentos, a metodologia ágil leva em consideração as constantes mudanças e garante uma boa adaptação a qualquer ambiente. 

Em tempos de pandemia, a resiliência mostrou-se como característica fundamental para manter os resultados e gerir os problemas. A metodologia ágil é útil justamente para garantir uma resposta mais rápida, independentemente das mudanças no mercado e no gerenciamento interno.

  1. Vantagens das metodologias ágeis 

Agora que você sabe como as metodologias ágeis surgiram fica mais fácil compreender como elas facilitam a sua vida! As vantagens das aplicações são muitas, principalmente para os setores que lidam com tecnologia. 

Dentro da empresa, as vantagens começam no aumento da velocidade dos processos.

Mas ATENÇÃO: ser ágil não significa, necessariamente, entregar o projeto mais rápido, mas, sim, entregar valor mais rápido ao cliente, em vez de realizar entregas parciais e deficientes.

Se você usa a metodologia tradicional já reparou como os projetos podem ser bastante demorados.

Isso acontece porque nesse caso o objetivo é prever quais serão os resultados na entrega final. Já na metodologia ágil, o foco é adaptar ao invés de planejar. Por isso, os processos tornam-se mais rápidos e fluídos desde a concepção da ideia até a finalização do serviço. 

Para gerar valor mais rápido, a metodologia ágil inclui o cliente diversas vezes na construção do projeto. A divisão tem ciclos curtos, normalmente de até um mês, o que permite a validação mais rápida das entregas. E não só para assegurar entregas mais rápidas!

Ou seja, a metodologia ágil serve para aumentar a segurança dos procedimentos. 

Isso porque ela segmenta o projeto em várias fases, estabelecendo uma visibilidade clara do desenvolvimento de cada etapa. Este recurso ajuda a tornar o processo compreensível por qualquer pessoa que precisa acompanhar o andamento.

Além disso, nas equipes pequenas o líder nota as deficiências, podendo solucioná-las com maior facilidade utilizando capacitação, integração, etc.

  1. A metodologia ágil e o e-commerce

Outra vantagem está em sua relação com o mercado digital, pois a metodologia ágil atua lado a lado com a tecnologia para impulsionar resultados no e-commerce.

Uma de suas aplicações é na implementação do ERP e de sistemas operacionais, garantindo fluidez e bom desempenho das operações de todo o sistema de comércio eletrônico. 

Isso é possível por meio das ferramentas de teste automatizadas que permitem que a equipe melhore a qualidade do produto e verifique se o software está desenvolvido adequadamente.

Desta forma, a metodologia ágil permite a correção de bugs quase que imediatamente por meio da cooperação entre os responsáveis pela criação e pelos testes. A experimentação por meio de testes e respostas é fundamental para elaboração de estratégias mais assertivas e acompanhamento do fluxo de trabalho.

Gerir um site de comércio eletrônico pode ser bastante desafiador. Então, por que não usar a metodologia ágil para tornar as coisas mais fáceis e lucrativas para você?

  1. Tipos de metodologia ágil

Hoje, as técnicas e filosofias das metodologias ágeis são aplicadas em empresas e organizações de diversas áreas. Esta popularização acabou por criar subtipos para a gestão ágil, os “frameworks” ágeis.

Dentre as principais estão o Scrum, Kanban, Feature Driven-Development (FDD), eXtreme Programming e o Lean. Cada um com ênfase em uma filosofia ou área. O eXtreme Programming, por exemplo, foca mais em práticas de engenharia, enquanto o FDD investe na decomposição das tarefas em pequenas funcionalidades, pulverizando o trabalho.

A ONCLICK aderiu ao uso do Scrum, que tem pilares semelhantes aos seus valores: transparência, inspeção e adaptação. O Scrum consiste em uma metodologia ágil para planejamento e gerenciamento de projetos (especialmente de software). 

Nele, cada projeto é segmentado em ciclos (chamados também de sprints), geralmente mensais, que consistem em um time box (caixa de tempo) ou um intervalo em que um conjunto de atividades deve ser realizado.

Uma de suas vantagens é manter a equipe sempre motivada. No Scrum, as pessoas envolvidas no projeto podem ser divididas em três grupos: product owner, scrum master e development team, que juntos formam o time scrum.

  • O product owner é o representante do cliente, responsável por gerenciar o conjunto de funcionalidades e características que o produto deve ter. 
  • O scrum master é o responsável por disseminar o scrum pela organização, garantindo que ele esteja sendo aplicado da melhor forma. 
  • O development team é a equipe de desenvolvedores responsável por entregar as funcionalidades do produto e o produto final

Na prática, você vai perceber como essas metodologias são fáceis de adotar e começam a funcionar automaticamente, se integradas à cultura da empresa.

Para fazer isso acontecer, basta que todos estejam dispostos a adotar esse novo paradigma da gestão, que certamente levará a resultados satisfatórios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *