Como o RPA e a Inteligência Artificial atuam na eficiência operacional das empresas

Sabe aqueles procedimentos repetitivos que são necessários? E aquelas etapas complexas no trabalho com muitas informações e detalhes? Ambos processos podem ser facilitados com o uso de RPAs (Robotic Process Automation) e Inteligência Artificial (IA).

Juntas, essas tecnologias colaboram para a eficiência operacional das empresas, simplificando etapas e assumindo a responsabilidade por procedimentos repetitivos e de pouco teor estratégico. Ou seja, é a otimização de tempo e dinheiro!

A uso da IA é uma tendência considerada como sucesso. De acordo com o relatório State of Marketing da Salesforce, 49% dos 3.500 executivos entrevistados afirmaram já usar o recurso em suas empresas, seja de forma intensa ou limitada, enquanto outros 35% planejavam testar o quanto antes. O estudo da Juniper Research complementa os dados, apontando que os investimentos globais na tecnologia IA devem chegar a US$7 bilhões ao ano até 2022.

Para o seu negócio, você pode terceirizar essas tecnologias e serviços de gestão, colocando profissionais especializados para administrarem esses processos e favorecendo a adesão da transformação digital em sua cultura organizacional, de forma gradual e produtiva.

Mas, de forma prática, quais são as vantagens da IA para o seu negócio?

  1. Mais segurança

Em pesquisa feita pela Microsoft, 73% dos diretores de segurança da informação constataram que suas empresas haviam encontrado vazamentos e disseminação de dados relevantes nos últimos 12 meses, e que pretendem gastar mais em tecnologia para evitar esses riscos.

A Inteligência Artificial pode ser a chave para a segurança das suas informações. Ela examina uma alta quantidade de dados, inofensivos e prejudiciais e a partir deles formula um algoritmo. E essa fórmula serve de parâmetro para identificar potenciais riscos à empresa. 

Vale lembrar também que a IA conta com o poder de aperfeiçoamento gradual, aprendendo com suas próprias projeções, resultados e métricas.

  1. Aumento da produtividade 

A IA e o RPA juntos são fundamentais para elevar a produtividade do seu negócio!

Ao passo que a IA constrói máquinas capazes de pensar, agir e aprender como seres humanos, o RPA é responsável por exercer essa função automaticamente. Assim, a automação de processos robóticos, por exemplo, pode ser programada para executar tarefas repetitivas e de alto volume, normalmente realizadas por humanos.

Artigos, documentos, imagens, vídeos e e-mails são exemplos de dados desestruturados que podem ser organizados de maneira prática e efetiva a partir da combinação dessas duas tecnologias. Com IA é possível processar todos esses dados de forma escalável. Quando o RPA é potencializado com IA, os robôs aprendem a encontrar padrões em dados desestruturados e implementam processos precisos.

O resultado é um melhor gerenciamento de processos de decisões complexos. Combinados, geram análises avançadas e otimizam o sistema. Para as empresas de investimento, a tomada de decisões em tempo real é capaz de analisar milhares de insumos, restrições e opções de negócios e arbitrar entre múltiplas metas internas e decisões comerciais antes feitas manualmente ou de forma complexa.

  1. Mais assertividade

A IA colabora para informações e dados gerados em tempo real mais precisos que aqueles feitos manualmente pela equipe. Você ganha tempo e aumenta produtividade, como comentamos no tópico anterior, e também mais assertividade!

Os robôs de software automatizam tarefas repetitivas, baseadas em regras realizadas anteriormente por seres humanos. Assim, o uso de IA minimiza erros de informação, visto que é possível reunir uma grande quantidade de dados, como informações de clientes, fornecedores e muito mais.

Algumas plataformas que fazem uso de Inteligência Artificial já realizam a automatização e gestão de processos internos de empresas. Elas podem ser utilizadas de forma personalizada, de acordo com o segmento do próprio negócio.

Além disso, a ferramenta te proporciona dados sobre entregas e desempenho, diminuindo seu tempo investido em microgestão e aumentando sua disponibilidade para pensar em soluções estratégicas para a equipe.

  1. Melhoria na experiência do cliente

Seja no físico, seja no virtual, o consumidor quer ter uma experiência completa, transparente e simples. Os varejistas que encararem o desafio de moldar seus negócios, colocando o consumidor como base de todas as estratégias e aproveitando o melhor de cada solução, certamente sairão na frente neste novo ambiente

Um exemplo de como a IA pode ajudar na experiência do e-buyer é por meio dos chatbots. Eles são ótimas opções para o atendimento ao cliente, pois interagem de forma cada vez mais humanizada, dinâmica, personalizada e inteligente com consumidores em diversos canais de atendimentos, como sites, totens, aplicativos ou chats.

De acordo com uma pesquisa da Opinion Box em parceria com a Zenvia, 52% dos consumidores afirmam que os bots facilitam a contratação de serviços e 51% acham que tornam a compra de produtos mais prática. 

E não só no atendimento, mas também no setor financeiro com análise e processamento de dados em tempo real e na área de recursos humanos com testes cada vez mais eficientes e apurados sobre os candidatos.

Quanto mais você conhecer as formas de IA, mais opções terá para otimizar a gestão da empresa e a relação com o seu cliente.

Com a aplicação da IA, as operações são automatizadas e possuem menos riscos de vazamento de informações e os processos tornam-se mais produtivos e eficientes. Seja pela aplicação da IA sozinha na gestão, ou por sua combinação com outras ferramentas como o RPA, a tecnologia pode trazer muitas vantagens para o seu negócio. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *