Growth hacking: saiba o que é e como aplicá-lo

O growth hacking é um assunto bastante comentado quando se fala sobre transformação digital e inovação. Os desafios do e-commerce estão cada vez mais complexos e é preciso se adaptar a essa nova realidade. Conhecer um pouco mais sobre essas dinâmicas pode ajudar no crescimento orgânico e previsível do seu negócio e contar com a ajuda de especialistas nesse assunto é uma estratégia interessante.

Quando se fala em negócios na internet, é legal pensar em todos os atores do ecossistema digital que interagem com a sua empresa. Os growth hackers são profissionais bem versáteis e com conhecimentos aplicáveis em vários nichos do mercado.

O crescimento exponencial de muitos empreendimentos não é uma questão de sorte. Trata-se de uma organização de esforços, consultorias e arquiteturas de TI na busca de melhores resultados. Ficou interessado no assunto? Então, conheça agora sobre growth hacking e veja como aplicá-lo. Boa leitura!

O que é growth hacking?

Trata-se da expansão acelerada de um negócio por meio de técnicas de marketing com experimentações. Por meio dele são validadas suposições, processos e pesquisas de mercado para criar ações efetivas para o crescimento do seu e-commerce.

O growth hacker consegue analisar métricas de vendas, orçamentos com anúncios, taxas de conversão e custos de aquisição com clientes. Além disso, pode propor testes para entender os padrões de consumo do seu público-alvo.

Os profissionais de growth hacking são multidisciplinares e direcionam esforços para o aumento da base de clientes do comércio. Eles trabalham muito com informações analíticas de baixo custo aliadas às ações mais estratégicas e inovadoras.

Vale lembrar que as técnicas do growth hacker se aplicam às lojas físicas e online. A ideia é pensar em soluções criativas e baratas para o marketing. Para tanto, é importante buscar um posicionamento da marca nos ambientes frequentados pela maior margem dos consumidores do seu produto.

É interessante falar sobre os cases de growth hacking de sucesso como: Airbnb, McDonalds, Instagram, Dropbox e Uber. Todos são modelos de negócios com produtos e serviços escaláveis que se promovem de maneira autônoma. A palavra hacking significa conhecer as brechas do mercado para encontrar públicos específicos e demandas reprimidas.

Como aplicar esse conceito no comércio eletrônico?

Veja algumas dicas que você pode seguir para aplicar o growth hacking no comércio eletrônico.

Marketing de afiliados

Atingir volumes maiores de usuários ainda é um desafio para os negócios de pequeno e médio porte. Qualificar os leads de potenciais consumidores também é uma demanda complexa. Oferecer brindes, e-books, infográficos e materiais ricos para a sua audiência é uma ação interessante.

Com isso, você pode gerar um efeito multiplicador de vendas em que novos públicos buscam seus produtos. A ideia é alcançar novos compradores via convites, links e indicações. Dessa forma, é criada uma comunidade de pessoas afiliadas e engajadas com a sua marca, o que contribui para a fidelização de clientes no longo prazo.

SEO

O SEO ou Search Engine Optimization é uma técnica de growth hacking que não gera resultados imediatos, mas é relevante para vendas mais orgânicas no seu marketplace.

O objetivo é otimizar os conteúdos textuais, imagens, legendas e descrições da sua loja virtual para um melhor posicionamento nos rankings de busca do Google, Bing e Yahoo. Uma boa estratégia de SEO deve conter revisões recorrentes das páginas do site, links buildings e artigos relevantes para o seu público-alvo.

Aplicativos

Consiste em apps para instalação nos smartphones dos seus clientes. A ideia é aumentar a presença da marca no dia a dia dos consumidores de uma forma discreta e prática.

Ao visualizar a logo da loja, o público consegue lembrar rapidamente dos produtos da sua empresa. Com isso, cria-se uma audiência engajada e qualificada. Diante disso, contar com a ajuda de desenvolvedores mobile pode ser uma alternativa viável.

SEM

O SEM ou Search Engine Marketing é uma estratégia de marketing bem parecida com a de SEO só que mais direcionada para os motores de busca. O foco aqui é conseguir posicionar a página da sua loja nas primeiras páginas dos resultados dos buscadores.

Você pode aplicar essa técnica de forma orgânica ou paga. Assim, a sua empresa consegue identificar as palavras-chave mais interessantes e criar campanhas para um público já segmentado.

Anúncios

Os anúncios são uma técnica de growth hacking válida nos ambientes digitais e offline. As mídias pagas de produtos para audiências específicas podem ser eficazes no início de um e-commerce.

Por isso, investir em uma presença forte nas redes sociais como Instagram e LinkedIn é interessante para o melhor posicionamento da sua marca. No entanto, essa estratégia de expansão requer investimentos mais regulares em campanhas e o desafio de mapear com exatidão os principais interesses do seu cliente.

Qual é a diferença entre growth hacking e inbound marketing?

O foco do inbound marketing é criar conteúdos úteis para os visitantes da página da sua loja. Com isso, você consegue mais leads e potenciais clientes.

Você pode aplicar essa estratégia de várias formas. A demanda está em divulgar nas mídias de comunicação os produtos do seu e-commerce por meio de infográficos, blogposts, whitepapers, apresentações, e-books, podcasts, webinários ou planilhas. Ao espalhar esses documentos de graça, cria-se uma audiência mais engajada e com maiores chances de fechar uma venda no futuro.

Já o growth hacking é uma ação mais sistêmica que envolve conhecer em detalhes o funcionamento dos setores da sua loja. Para tanto, explorar um pouco mais as ideias de gestão de mudanças e automatização de processos pode ser um diferencial de mercado. A ideia é promover ações de marketing com mais criatividade sem incorrer em custos e riscos desnecessários. Assim, você consegue acelerar o desempenho do seu negócio.

Enfim, o growth hacking é uma área de atuação que exige conhecimentos diversificados e aptidão para mudanças rápidas no seu modelo de negócios. Contar com o apoio de um especialista pode ajudar na identificação das principais causas de abandono de carrinho na sua loja, por exemplo. Essa visão externa é uma forma de melhorar os conteúdos do seu funil de vendas.

Muito bem, essas são as principais informações sobre as técnicas de growth hacking. Gostou do texto? Então, confira também esse artigo sobre jornada do consumidor para você aplicar no seu e-commerce hoje mesmo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.