Gestão de estoque: tudo que você precisa saber sobre o tema

Alcançar o sucesso no mercado não é uma tarefa fácil. É preciso muita dedicação e planejamento. Ainda assim, existe uma longa jornada pela frente. Por isso, existem diversos pontos extremamente importantes para os quais as empresas precisam direcionar atenção. A gestão de estoque, por exemplo, é um ativo essencial para o crescimento de qualquer negócio, especialmente o varejo.

Manter uma boa gestão é a chave para o sucesso. Para tanto, é preciso saber quando fazer a reposição de estoque, como atender a demandas sazonais, o preço de venda, entre outros. Por isso, essa tarefa se torna um tanto quanto complexa, abrindo espaço para uma série de erros caso seja realizada incorretamente.

Considerando a importância da gestão de estoque para as empresas, separamos, neste texto, um guia completo com tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Confira!

Qual a importância da gestão de estoques?

Qualquer empresa que não dá o devido valor à sua gestão de estoque está fadada ao fracasso. Muitos negócios acham que um depósito cheio é sinal de que as coisas vão bem, mas a realidade é outra. Contar com uma grande quantidade de produtos parados é sinal de que você tem um investimento paralisado em seu negócio.

Por isso, a importância da gestão de estoque é justamente evitar gastos desnecessários em sua empresa, garantindo que o fluxo nos seus estoques sejam adequados. Com isso, você impede a ausência de mercadorias e garante a satisfação do seu público com os produtos sempre à disposição.

O ideal é que o fluxo de entrada e saída em seu estoque sejam praticamente idênticos. Isso vai depender muito do tipo de atividade que sua empresa tem no mercado. Dessa forma, é possível existir uma variação dependendo da época do ano em que a demanda pode ser maior ou menor.

Por isso, tomar medidas de precaução é sempre importante, independentemente do seu tipo de negócio. Ter um estoque de segurança torna-se uma forma efetiva de evitar ficar sem determinado produto, evitando impactos negativos para sua empresa.

Contar com uma gestão de estoque eficiente é ter um planejamento de como você irá suprir a demanda em sua empresa. Para isso, é preciso conhecer o perfil do seu público e como é o funcionamento das suas atividades.

Com base nessas informações, você passa a ter uma visão mais ampla sobre como evitar excessos ou escassez de produtos. Dessa forma, a importância da gestão de estoque visa à possibilidade de que os gestores tomem as melhores decisões, evitando comprometer o fluxo saudável da empresa.

Outro ponto de destaque de uma boa gestão de estoque é a possibilidade de conseguir ótimas negociações com seus fornecedores. Com base em uma estratégia bem elaborada, é possível contar com ótimas oportunidades para fechar contratos, dependendo da situação atual do seu negócio.

Quais são os principais métodos de gestão de estoque?

Agora que você entendeu a importância da gestão de estoque, vamos apresentar os principais métodos que você pode usar para realizá-la. Existem diferentes formas para gerir seu armazém de mercadorias, por isso, separamos os principais meios para você fazer sua gestão.

PEPS

Nesse método a estratégia usada é buscar identificar as mercadorias que estão mais tempo paradas em seu estoque para que sejam vendidas antes de todas as outras.

A sigla dessa forma de gestão significa “primeiro a entrar primeiro a sair”. Por isso, o objetivo é evitar a obsolescência e eliminar o risco de grandes prejuízos.

A sua eficiência torna esse método um dos mais usados na gestão de estoque pelas empresas no mercado. Visando manter a competitividade da organização e com a tendência dos preços aumentarem com o tempo, esse modelo traz uma grande vantagem.

Os negócios conseguem valorizar seu estoque atual de forma que o valor dos produtos seja bem próximo ao que é praticado no mercado.

UEPS

Esse método é completamente contrário do que foi apresentado anteriormente. Sua sigla significa “o último a entrar, primeiro a sair”. Assim, a gestão envolve focar as estratégias de venda nos produtos mais recentes no estoque

Porém, essa estratégia não deve ser praticada por qualquer negócio. Empresas que lidam com produtos perecíveis devem ficar atentas em relação ao prazo de validade da sua mercadoria. Deixá-las paradas muito tempo pode gerar prejuízos, portanto, o ideal é vendê-las o mais rápido possível.

Como os custos dos seus produtos têm os cálculos com base no valor da mercadoria mais recente, o uso desse método faz com que seu lucro seja menor. Dessa forma, seguir essa maneira de gestão de estoque é uma prática vedada pela receita federal.

Isso significa que não se deve usá-la para realizar o cálculo de imposto de renda. Seu uso deve ser único e exclusivo para objetivos gerenciais em sua empresa.

Custo médio

Esse método é bastante recomendado para empresas que sofrem com problemas de oscilação de preços em seus negócios. Conhecido também como Média Ponderada Móvel, essa estratégia de gestão de estoque visa a um meio eficiente de renovação de valores.

Isso significa que, sempre que houver uma nova entrada de produtos na organização, os custos de estoque cobrados são renovados por meio de um cálculo de média ponderada.

Assim, a média é justamente o resultado de todos os valores de mercadorias mais antigas com as recentemente adquiridas, divididas pela quantidade final de produtos disponíveis.

Mesmo assim, é importante destacar a importância de adotar meios de controle extras em sua empresa. Isso possibilita uma análise sobre o volume de produtos em seu estoque, evitando problemas futuros.

Outro ponto que você deve prestar atenção é que o método de custo médio e o PEPS são os únicos modelos de gestão aceitos pelo Ministério da Fazenda. Isso significa que você deve usar apenas essas duras formas durante o cálculo de Imposto de Renda.

Just In Time

Essa metodologia pode ser bem controversa, porém, efetiva caso feita corretamente. Traduzindo do inglês, ela significa literalmente “no momento exato” que é justamente seu objetivo. Aqui, todo o método de gestão é planejado para que seja possível reduzir os gastos ao manter os níveis de estoque o mínimo possível.

Para realizar o método Just in Time é preciso muito planejamento e acompanhamento. Essa etapa é importante, já que, sem ela, é bem provável que você perca oportunidades de vendas em seu negócio.

A principal causa disso é a falta de estoque. Sem produtos disponíveis você não será capaz de vender e obter lucro. Dessa forma, para que o método tenha sucesso em seu negócio, é muito importante fechar parcerias com fornecedores de confiança. Assim, você vai ter a garantia de que suas requisições serão atendidas e irá evitar prejuízos.

Quais são as melhores práticas de gestão de estoque?

Ter uma boa gestão de estoque é indispensável. Nesse tipo de tarefa, existem diferentes obstáculos que precisam ser analisados. Ainda assim, os benefícios que essa prática traz são consideráveis, possibilitando evitar uma série de problemas que a má administração dos seus armazéns pode trazer.

Realize inventários em seu estoque

Uma prática indispensável em uma ótima gestão de estoque é o inventário. Fazer um levantamento de seus produtos armazenados é uma ação extremamente importante e, por isso, deve ser considerada como prioridade em seu negócio.

Você deve aproveitar esse momento para organizar a sua disposição de produtos. A separação é uma ação capaz de melhorar a movimentação de mercadorias, trazendo maior agilidade em diversos aspectos da sua gestão.

Além disso, caso seu negócio lide com produtos perecíveis, é uma ótima opção usar essa etapa para mapear o vencimento das suas mercadorias e verificar o estado de conservação delas.

Destaque as principais informações

Existe uma série de informações vitais para sua gestão de estoque. Sem uma organização nessa etapa, você acaba pondo em risco toda a estrutura do seu negócio. Por isso, você deve prestar muita atenção em relação a esses dados e destacá-los com precisão.

Cada tipo de produto contém informações que podem ser essenciais para tomadas de decisões mais efetivas. Você também pode inserir dados específicos relacionados ao seu fornecedor para ajudar na organização.

Com essas informações destacadas, é possível ter um acompanhamento mais eficiente das suas mercadorias. Assim, é possível entender melhor seu ciclo de vida desde a compra até sua venda.

Preste bastante atenção em relação aos custos e às receitas

Qualquer empresa que conte com uma ótima gestão de estoque certamente procura direcionar sua atenção em aspectos importantes desse processo. Existem pontos especiais que carecem de um cuidado minucioso. Para isso, procure realizar um monitoramento completo sobre todos os seus produtos.

Dessa forma, é possível levar em consideração o valor e o giro de estoque de cada mercadoria. Essas informações permitem um entendimento melhor sobre o andamento do seu negócio. Assim, você terá dados precisos em relação aos produtos que mais vendem em suas lojas e os que mais geram lucros, por exemplo.

Tenha um único sistema para sua gestão de estoque

Ter um sistema eficiente para auxiliar sua gestão certamente traz ótimos resultados. Porém, evite usar mais de uma plataforma em seu negócio. Essa prática pode causar sérios problemas, como aumento de ocorrência de erros e desperdício de tempo.

Contar com um único sistema é a forma mais eficaz de tornar toda sua gestão mais prática. Dessa forma, seu negócio contará com uma série de benefícios, como redução de erros e informações mais centralizadas.

Isso dá a possibilidade de um acompanhamento mais eficiente de produtos e de controle de insumos. Além disso, é possível também monitorar seus níveis de estoque, evitando desperdícios e excessos de produtos.

Monitore suas vendas

Contar com informações precisas é a melhor forma de obter sucesso no mercado. Isso possibilita satisfazer seu público e manter sua empresa competitiva. Por esse motivo, contar com dados sobre as necessidades dos consumidores e como está a demanda dos produtos é essencial para seu crescimento.

Não ter mercadorias suficientes para atender aos seus clientes traz sérios prejuízos para seu negócio. Dessa forma, para garantir que suas tomadas de decisões sejam baseadas na sua realidade, o monitoramento de vendas se torna indispensável.

Ao se basear em informações reais, você consegue prever melhor as necessidades do seu estoque. Isso permite realizar apenas o suficiente em determinado período.

Além disso, realizar uma análise dos seus produtos é uma forma de identificar o carro-chefe da sua marca e entender quais vendem mais rápido e geram mais lucro.

Não se esqueça dos seus produtos antigos

Ter um estoque cheio de produtos não é sinal de sucesso. Mesmo com isso já dito, é muito importante ressaltar esse detalhe. Deixar mercadorias muito tempo paradas pode fazer com que você perca dinheiro no processo. Isso acontece por dois fatores: obsolescência ou vencimento de validade.

Para evitar esse cenário, é preciso fazer uma análise de todos os seus produtos com baixa movimentação. Posto isso, contar com um sistema de gestão pode ser a forma mais eficaz de manter seu armazém atualizado, evitando escassez de mercadorias.

O que é e como evitar as perdas de estoque?

As perdas no estoque podem ser entendidas de diferentes formas, já que não existe um agente único que causa esse problema para as empresas. Entre as causas mais comuns, podemos listar o furto. Desde clientes nas lojas até membros da sua equipe mal-intencionados podem acabar subtraindo os seus produtos, podendo até mesmo causar uma ruptura no seu estoque.

Outro grande problema que causa a perda de estoque são os erros administrativos. Desde registros errados ou preços incorretos podem causar grandes prejuízos para a empresa. Além disso, mercadorias perecíveis fora do prazo de validade também entram nessa lista.

Existem práticas que são muito eficientes em evitar perdas de estoque. Por isso, continue acompanhando para conferir as melhores formas de evitar esse mal.

Invista em gestão de estoque

Certamente você já compreendeu toda a importância da gestão de estoque. Ela permite ter um panorama sobre os produtos que você tem à disposição para vender, evitando prejuízos com excessos ou escassez de mercadorias.

Por isso, investir nessa área é a forma mais segura de evitar perdas de estoque. Contar com ferramentas para melhorar sua gestão sempre é uma alternativa viável para alcançar sucesso com seus esforços.

Elas permitem rastrear as mercadorias com maior precisão, identificar discrepâncias e obter insights de áreas que carecem de atenção em seu estoque. Isso tudo facilita seu trabalho, trazendo resultados expressivos como consequência positiva para seu negócio.

Tente identificar discrepâncias

Existe uma série de fatores que podem causar discrepâncias em seus produtos. Esse tipo de problema gera prejuízos e até mesmo a ruptura de estoque em seu negócio. Por isso, procure analisar alguns tipos de controle, como mudança de localidade da mercadoria, limitação de acesso etc.

Instale soluções de segura

Como mostramos, o furto é um aspecto negativo que pode ter impactos na perda de estoque em sua empresa. O ideal é você contar com um sistema capaz de monitorar todos os seus produtos, evitando possíveis subtrações.

Você pode investir em câmeras e alarmes em suas lojas, por exemplo. Essa solução também funciona nos seus estoques, sendo capaz de reduzir ou até mesmo eliminar esse problema, já que o monitoramento inibe comportamentos mal-intencionados.

Tenha um controle de recebimentos

Ter um controle sobre todos os produtos que você recebe dos seus fornecedores é uma etapa muito valiosa para evitar perdas de estoque. Ao anotar informações, como quantidade, validade e estado de conservação, você passa a ter uma visão mais ampla do que está entrando em seu armazém.

Com base nesses dados, seu time de controle de estoque é capaz de tomar decisões melhores a respeito do armazenamento, distribuição e venda dos produtos. Assim, você consegue evitar perdas e, consequentemente, elimina o risco de sofrer prejuízos.

Faça o inventário regularmente

Fazer o levantamento de produtos em estoque é uma ação extremamente importante, a qual permite consolidar as informações físicas com os dados no sistema. Esse tipo de controle é a principal forma de evitar perdas desconhecidas, desde furtos até mercadorias perdidas.

O que a falta de controle de estoque pode representar para sua empresa?

A ausência total ou parcial de um controle de estoque eficiente em sua empresa pode acarretar sérios problemas de logística. Isso acaba fazendo com que a empresa tenha mais gastos com manutenção, além de necessitar de reposições de estoque desnecessárias.

Ainda, esse tipo de cenário influencia negativamente a relação entre a marca e seu público. A ausência de mercadorias pode causar insatisfação dos consumidores, fazendo a empresa perder vendas e, consequentemente, perder parte dos seus lucros.

Quais os principais erros cometidos no controle de estoque e como evitá-los?

O controle de estoque é uma atividade um tanto quanto complexa. Por isso, existem diversos cenários em que erros podem ocorrer. Mesmo com todos os cuidados, se os gestores não tiverem consciência de como evitar esse tipo de problema, a probabilidade de sofrer prejuízo é bem considerável. Confira os principais erros e como evitá-los.

Excesso de produtos

Em uma gestão de estoque de sucesso, dificilmente você vai ver seu armazém repleto. Na realidade, o excesso pode ser prejudicial para o negócio. Muita mercadoria parada é sinal de investimento desperdiçado. Por isso, o ideal para evitar esse cenário é concentrar seus esforços de vendas apenas em produtos que trazem lucro e são vendidos mais rápido.

Para conseguir isso você deve fazer uma análise periódica sobre suas vendas mensalmente. Além disso, procure identificar os meses em que você consegue resultados melhores, como em feriados.

Insuficiência de produtos

Além do excesso de produtos ser um grande problema, a falta deles também é tão grave quanto. Não conseguir atender a demanda do seu público certamente vai fazer com que você perca dinheiro no processo.

Outro problema que essa situação pode trazer é a insatisfação dos seus clientes. Assim, além de perder vendas, você acaba perdendo potenciais consumidores da sua marca. O ideal é que você invista em um controle adequado para seu estoque. Assim, é possível garantir que nenhum produto faltará nas prateleiras da sua loja, evitando prejuízos no processo.

Problemas com sazonalidade

Um bom controle de estoque envolve um plano estratégico de compra e venda de produtos. Isso significa que você sempre deve levar em consideração a época do ano. Principalmente se as mercadorias que você disponibiliza ao público são consideradas sazonais. Além disso, você não deve esperar resultados similares com os mesmos bens em outros períodos.

Por isso, procure entender a demanda que as datas festivas têm, além de outras questões sazonais. Captar esse tipo de informação possibilita realizar um bom planejamento e eliminar o risco de sofrer prejuízos com atrasos de fornecedores ou produtos parados.

Use ferramentas de gestão de estoque eficientes

O uso de ferramentas e sistemas de gestão certamente traz ótimos resultados. Além de facilitar o trabalho, é possível contar com maior precisão das informações e evitar problemas com possíveis erros humanos. Mas para garantir sua eficiência, é preciso contar com um software integrado à toda a estrutura da sua empresa.

Isso significa que as ferramentas de gerenciamento de estoque não devem apenas controlar lotes e número de série dos produtos. Elas devem se comunicar com todo o sistema da empresa, como as áreas de compras e vendas, por exemplo.

Sem esse tipo de controle, as chances de tomar decisões que podem prejudicar o andamento do negócio são altas. Outra vantagem de ferramentas eficientes é que elas possibilitam a automatização de procedimentos. Isso ajuda a reduzir o tempo e custos operacionais, beneficiando o negócio com a disponibilidade de recursos para outras áreas.

O que é o múltiplo estoque?

O conceito de múltiplo estoque surgiu com a alta popularidade dos e-commerces. Com as empresas unificando suas estratégias de vendas tanto em ambientes físicos como nos virtuais, é preciso considerar a demanda de ambos na hora de pensar na satisfação do cliente.

Ter uma gestão de estoque focada nas multicanalidades é uma forma de evitar que as lojas físicas e virtuais fiquem sem mercadorias para atendar ao público. Dessa forma, o varejo precisa pensar em uma forma de separar seus estoques, diferenciando o espaço para os produtos vendidos online e os dispostos nos pontos de vendas.

Trabalhar a multicanalidades é a forma mais eficiente de atender a demanda do seu público e alcançar sucesso com essa estratégia. Por isso, ao adaptar seu modelo de negócio para atender online e em pontos de vendas, é preciso também considerar uma demanda diferente do que é visto nos ambientes físicos.

Pronto! Agora você já sabe tudo o que precisa saber sobre a importância da gestão de estoque! Ressaltamos a necessidade de contar com uma ferramenta eficiente para otimizar todo o processo e trazer resultados mais expressivos. Um sistema ERP, por exemplo, possibilita acesso fácil, integrado e confiável às demais informações da sua empresa.

Se você deseja alcançar o sucesso, aproveite para entrar em contato com um de nossos consultores e confira as nossas soluções para seu negócio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *